Jogos Pedagógicos para o Dia do Índio

https://cdn.atividadesparaprofessores.com.br/wp-content/uploads/jogos-para-o-dia-do-indio.pngO Projeto Dia da Brincadeira Indígena foi destinado aos jovens na Educação Infantil, mas com alguns ajustes também pode ser feito no Ensino Fundamental.

Design do dia do jogo indiano

Eixos do Plano Primário: Movimento / Natureza e Sociedade

Assunto: Indian

Termo de compromisso: multi semana

Objetivo Geral: Conhecer os componentes da cultura indígena, onde vivem, a pintura corporal e os desvios dos jovens.

Procedimento: Atividades Artísticas, Pesquisa, Jogos e Brincadeiras.

Avaliação: Individual composto por registro / desenho e registro oral adicionado.

Primeiro Dia dos Jogos do Dia Indígena

Objetivo Específico: Reconhecer a dimensão da informação das crianças sobre o universo indígena. Descreva o espaço possuído pelo índio, suas propensões e tradições.
Ação 01 – Roda de conversa:

“O que é o índio?” (Use a ideia de cidadania, se você é um indivíduo, use: Quem é o índio?) Das respostas apropriadas que você pode fazer, como você vive, como você se veste, como você joga, o que você pensa, como você trata doenças e assim por diante.

Tente não mexer com as respostas adequadas, apenas lidar com quaisquer contenções.

Observe cada uma das marcas registradas dos jovens sobre a cultura indígena em um quadro de avisos e dê uma olhada de perto.

Ação 1: Recortar e Colar

Tire fotos que possam falar com as respostas a essas perguntas e peça às diretorias para falar com cada uma delas. Como as gravuras comentadas como retratos fotográficos.

Ação 02: circuito histórico do motor

Comece a discussão: planeje que a maioria dos indianos viva no interior. O que você poderia descobrir lá fora?

Construa um circuito de condicionamento físico com componentes que conversam com um sertão

Avaliação

Desenho / Conteúdo – O que aprendemos neste exercício?

Alistamento, dirigido pelo instrutor dos discursos das crianças.

Ação 02 – Circuito de Habilidades Motoras – Explorando a Floresta!

Alvo explícito:Sistema: Circuito de desvio por horário, contendo 5 estações.

Substância – Discussão inicial: Onde mora o índio? O que você poderia descobrir nas áreas florestais? O que você vai descobrir na nossa floresta.

Rodada da Ponte: Material: banco sueco.

Errand: Atravesse o banco de várias maneiras.

Dica de equalização: afaste os braços

Piada do Rio: Material: Colchões

Errand: Ir para o lado oposto sem o stride (no emaranhado)

Ponta de empurrar: use o braço

Ponto de aterrissagem: faça um assento

Jogo de Árvores de Produtos Naturais:

Material: objetos pendurados, bolas de tênis. Errand: Acerte os itens (produtos naturais na árvore) com bolas.

Dica para jogar: expanda seu braço.

Meta para o objetivo: foco para o gol

Captura de bug na rede

Material: corda versátil.

Atribuição: desconsidere sob a rede de captura de erros (corda flexível trançada) sem contatá-la.

Dica: faça isso gradualmente.

Clowning the Way of the Oz:

Material: cordas, se aposenta de.

Tarefa: Atravesse o caminho do puma em uma corda sinuosa, aventurando-se em rochas (curvas) e cruzando árvores (cones)

Nota: As dicas são simplesmente preliminares. Eles devem ser fornecidos pelas necessidades das crianças.

Fim da conversa: o que aprendemos? Qual foi a nossa floresta mais simples? Além disso, o que era mais problemático?

Avaliação: segundo dia do dia dos jogos indianos

Estes exercícios de brincadeira fazem parte do empreendimento do Dia Indiano com exercícios para o segundo dia.

Alvo específico: Reconheça onde o índio vive, algumas roupas e as criaturas que o cercam.

Jogue e siga a diversão.

Sistema: Uso de Jogos Indígenas

Discussão inicial: Como é o lar indiano? Qual é o nome de um jovem indiano? O que os índios comem? Quais são os erros que existem perto da sua casa? É seguro dizer que eles são inseguros?

JOGOS INDIANOS

1-Game Curumim vai para Oca !!!

Material: Arcos (arcos hula)

Instruções para jogar: Passe os segmentos circulares ao acaso no chão. Digite um número semelhante de interesse de crianças.

Como as crianças devem entrar entre os arcos, a indicação do instrutor “Curumim vai para Oca !!!” deve entrar no arco. Os arcos devem ser sufocados um a um a cada rodada.

Introspecção: Assine sem arco mais próximo. Concentre-se no instrutor.

1 – Caça ao jogo do Jaguar II

Material: Arcos (banda de hula)

O método mais eficaz para jogar:

Aceite as curvas no chão aleatoriamente.

Escolha uma criança para obter (indiana) e os outros vão se parecer com as onças.

Por uma onça não é importante entrar no refúgio (curvas).

O momento em que uma onça é obtida e tomada ajuda.

2 – Yucca Harvest Game

Material: nenhum

O método mais eficaz para jogar: Escolhendo um degustador, quando o garoto agarra, transforma-se em mandioca e agachamento.

Para ser poupado

É uma diversão que reencena uma rodada de perseguição de patos. Os membros formam uma linha expansiva, cada um segurando a frente, com os mais desenvolvidos puxando uma linha. Este é o exercício rápido e cruzado, fazendo schschwshschbschwsch, com o objetivo de que o fundo do córrego treme, fazendo as pequenas qualidades com tanta freqüência. De repente, todos eles desistem, recriando o minuto em que os patos entram na água. O homem entre os melhores turnos e começa a terminar com as mãos sobre os patos (os mais pequenos), fazendo tac-tac-tac. Seria possível que eles fossem contatados quando o buscador caísse no chão, “morto”, e levado com os dentes até o ponto em que eles não estivessem em nenhum.

6. Oz Game

Jogue os personagens que acompanham: Uma onça e 14 cachorrinhos. Aquele com uma onça deve pegar 5 filhotes. O desvio com os vira-latas deve encurralar uma onça, abandonando-a imprópria para se mover em qualquer lugar do tabuleiro. Nota: O jogador com os filhotes não pode pegar uma onça.

7. Cama do Felino

A sessão de indecins no núcleo do buriti. As ilustrações são mostradas como uma cultura indígena, por exemplo, peixinhos, tucunarés, ventos, gaivotas e assim por diante. É uma diversão feita pelos dois jovens e adultos.

8. Rodada da van – péte ka ou Tobdaé, significa “bater”, “bater com as mãos”

A peteca é trabalhada com palha saliente e compreende a “peteca” de uma peteca entre os membros. A sessão de peteca, entre os Kalapalo, é feita com o nosso “consumido” e é jogado com alguns petiscos entretanto (quatro ou seis) e com dois jogadores, cada um por sua vez. Como os outros, eles fazem uma pausa, sentam, assistem. Na bandeira do educador, os dois jogadores da partida se lançam como petecas em direção ao adversário, tentando se conectar e se assegurar também. Quem acertar a van, deixa a diversão, oferecendo rota para outro jogador que está sentado e continua o desvio, até o ponto em que todos já jogaram.

9. Luta de Cockerel

Jovens em séries, inclinando-se para uma perna, segurando a parte inferior da perna livre, flexionaram-se para trás. A outra mão está no peito. Na bandeira, um esforço para desequilibrar o outro, empurrando com o ombro. Ganhará aquele que ganhar mais tempo em paridade, que levará menos quedas.

Consideração: é um debate selvagem, que oferece qualidade, equalização e consideração.

10. Ave de rapina e frango

Uma criança será a ave de rapina, outra será uma reunião que enfrenta a noite e todos os seus filhotes. A ave de rapina corre para pegar a última garota e ele pode se aproximar da garota. Um frango deveria ser virado para mais turnos, impedindo que ele pegasse seu filhote.

** Aviso: Anteriormente havia um bruto (peddle) que aparecia em busca de ajuda e proteção. O cotidiano desapareceu e para manter o costume, hoje como as piadas de galinhas e aves de rapina.

Projeto de Brincadeiras para o Dia do Índio

O Projeto Day Play Day indiano foi destinado a jovens na Educação Infantil, mas com alguns ajustes também pode ser feito no Ensino Fundamental.

Projeto do dia do jogo indiano

Eixos do Plano Primário: Movimento / Natureza e Sociedade

Assunto: Indian

Termo de compromisso: multi semana

Objetivo Geral: Conhecer os componentes da cultura indígena, onde vivem, a pintura corporal e os desvios dos jovens.

Procedimento: Atividades Artísticas, Pesquisa, Jogos e Brincadeiras.

Avaliação: Individual composto por matrícula / desenho e registro oral agregado.

Primeiro Dia dos Jogos do Dia Indígena

Objetivo Particular: Reconhecer a dimensão da informação das crianças sobre o universo indígena. Descreva o espaço possuído pelo índio, suas propensões e tradições.

Ação 01 – Roda de conversa:

“O que é o índio? (Utilize a ideia de cidadania, no caso de serem indivíduos, utilize: Quem é o índio?). Das respostas apropriadas que você pode fazer, como você vive, como se veste, como você joga, o que você pensa, como você trata maladies, e assim por diante.

Tente não se meter com as respostas apropriadas, apenas lidar com quaisquer contenções.

Observe cada uma das marcas dos jovens sobre a cultura indígena em um quadro de avisos e complete um olhar próximo.

Ação 1: Recortar e Colar

Tire fotos que possam falar com as respostas a essas perguntas e solicite que as placas falem com cada uma delas. Como as gravuras comentadas como retratos fotográficos.

Ação 02: circuito de história do motor

Início da discussão: planeje que a maioria dos indianos vive no sertão. O que você poderia descobrir lá?

Acumule um circuito de aptidão com componentes que falam com um sertão

Avaliação

Desenho / conteúdo – O que aprendemos neste exercício?

Alistamento, dirigido pelo instrutor de discursos das crianças.

Ação 02 – Circuito de Habilidades Motoras – Explorando a Floresta!

Alvo explícito:

Sistema: Circuito de diversão por horário, contendo 5 estações.

Substância – Discussão inicial: Onde mora o índio? O que você seria capaz de descobrir nas áreas florestais? O que você descobrirá em nossa floresta.

Rodada da Ponte:

Material: banco sueco.

Errand: Atravesse o banco de várias maneiras.

Dica de equalização: afaste os braços

Piada do Rio:

Material: Colchões

Errand: Ir para o lado contrário sem o stride (no emaranhado)

Ponta de empurrar: utilizar braço

Ponta de aterrissagem: faça um assento

Produto natural Trees Play:

Material: objetos pendurados, bolas de tênis. Errand: Acerte os itens (produtos naturais na árvore) com bolas.

Dica para jogar: expanda o braço.

Dica para o objetivo: foco para o objetivo

Rede de captura de bugs

Material: corda versátil.

Atribuição: desconsiderar sob / a rede de captura de erros (corda flexível trançada) sem contatá-la.

Dica: faça isso gradualmente.

Clowning the Way of the Oz:

Material: cordas, se aposenta de.

Tarefa: Atravessar o caminho do puma em uma corda sinuosa, aventurando-se em pedras (curvas) e entrecruzando-se em árvores (cones)

Nota: As dicas são simplesmente precedentes. Eles devem ser oferecidos pelas necessidades das crianças.

Fim da conversa: o que aprendemos? Qual foi o nosso bosque mais simples? Além disso, o que foi mais problemático?

Avaliação:

segundo dia do dia dos jogos indianos

Estes exercícios de jogo são uma parte do empreendimento do Dia do Índio com exercícios para o segundo dia.

Alvo específico:

Reconhecer onde o índio vive, algumas roupas e as criaturas que o cercam.

Jogue e siga divertimentos.

Sistema: Uso de Jogos Indígenas

Discussão inicial: Como é o lar do índio? Qual é o nome de um jovem indígena? O que os índios comem? Quais são os erros que existem perto de sua casa? É seguro dizer que eles são inseguros?

JOGOS INDIGENOS

1-Game Curumim vai para Oca !!!

Material: Arcos (laços de hula)

Instruções para jogar:

Transmita os segmentos circulares ao acaso sobre o chão. Entre com um número semelhante de ter um interesse crianças.

Como as crianças devem entrar entre os arcos, a indicação do instrutor “Curumim vai para Oca !!!” deve entrar no arco. Os arcos devem ser sufocados um por um a cada rodada.

Introspecção: Assine com nenhum arco mais próximo. Concentre-se no instrutor.

1 – Caçando o jogo do Jaguar II

Material: Arcos (banda de hula)

O método mais eficaz para jogar:

Apropriar as curvas sobre o chão ao acaso.

Escolha um garoto para obter (indiano) e os outros vão se assemelhar a onças.

Por uma onça não é importante entrar no refúgio (curvas).

No momento em que uma onça é obtida e tomada ajuda.

2 – Yucca Harvest Game

Material: nenhum

O método mais eficaz para jogar:

Escolher um catador, quando o garoto agarra, transforma-se em mandioca e deve agachar-se.

Para ser poupado

200 Imagens para o Dia das Mães

251 Imagens para o Dia das MãesOlá instrutores! O Dia das Mães que vem origina-se de fazer presentes, cartões do Dia das Mães, expressões personalizadas para reuniões de crianças e isso é apenas o começo, diria que não é?

À luz disso, espalhe meticulosamente 251 fotos para o Dia das Mães para você!

Eles são mães de bebês, mães de jovens senhoras, mães de crianças e bebês encantadores com seus bebês.

Eu confio que você vai gostar em particular! Faça excelentes expressões personalizadas com a ajuda deste site de Atividades para Professores, que termina com muito amor pelo seu trabalho de mão direita!

As fotos do Dia das Mães podem ser utilizadas em cartões, organizadores, diferentes expressões para reuniões de jovens e substancialmente mais no assunto do Dia das Mães, que ocorre de maneira confiável no segundo domingo de maio.

Para poupar as imagens para o seu PC, basta tocar na imagem com o mouse correto e poupar a imagem para poupar para o seu PC.

Para influenciar a obra maravilhosa, eu prescrevo o site Canva. É tudo menos difícil de usar, com formatos e estruturas efetivamente preparados e com a opção de transferir as fotos para uso lá. Eu amo este site! Eu estou continuamente fazendo lá!

Mais frequentemente do que não, no dia das mães, há um bom tempo e várias semanas na escola. Adorei minha garota, consegui detalhes facilmente esquecidos, ou ilustrações para mostrar seu amor naquela data incomum para todos nós, senhoras!

A mãe será mãe, mãe, mãe, mãe, mãe, mãe, mãe, mãe, mãe, mãe, mãe, mãe e mãe.

Que o Dia das Mães seja uma excelente data para cada um de vocês e também para os estudos, tenha em mente dar um caloroso abraço às suas mães!

atividades para colagens e pinturas em flores em pdf

20 atividades para colagens e pinturas em flores em pdfOlá, educadores! Hoje eu transmito alguns materiais que fiz para trabalhar uma corda para nossos irmãos mais novos! Há 20 exercícios para composições e representações de flores que podem ser puxadas para exercícios de primavera!

O material está aqui na página como a foto e, além disso, como escrever em pdf para nutrição!

Os substitutos podem remover como flores para trabalhar com eles e incluem as fixações: feijão, coque, algodão, pouco tufo, tecidos de papel, guardanapos em tons, papel destruído, alguns olhos em tons de vários tamanhos, pétalas de flores regulares e materiais diferentes da natureza, pinta e substancialmente mais como indicado por sua habilidade criativa!

Baixe um livreto em PDF aqui. Você pode trabalhar um bimestre com esse pensamento e fazer um portfólio para os substitutos.

exercícios para composições de colágeno e bloom

As representações que acompanham são simplesmente práticas irregulares, colocamos embaixo das figuras que estão no pdf apos.

20 atividades para colagens e pinturas em flores em pdf 20 atividades para colagens e pinturas em flores em pdf  20 atividades para colagens e pinturas em flores em pdf 20 atividades para colagens e pinturas em flores em pdf 20 atividades para colagens e pinturas em flores em pdf 20 atividades para colagens e pinturas em flores em pdf 20 atividades para colagens e pinturas em flores em pdf 20 atividades para colagens e pinturas em flores em pdf 20 atividades para colagens e pinturas em flores em pdf 20 atividades para colagens e pinturas em flores em pdf 20 atividades para colagens e pinturas em flores em pdf 20 atividades para colagens e pinturas em flores em pdf 20 atividades para colagens e pinturas em flores em pdf 20 atividades para colagens e pinturas em flores em pdf 20 atividades para colagens e pinturas em flores em pdf 20 atividades para colagens e pinturas em flores em pdf 20 atividades para colagens e pinturas em flores em pdf 20 atividades para colagens e pinturas em flores em pdf

Filmes sobre Adolf Hitler e a segunda guerra mundial

Um destaque entre as figuras mais significativas e abomináveis ​​da história mundial, Adolf Hitler, foi concebido em 20 de abril de 1889, na Áustria. Seu anseio era acabar com um pintor, assim, a longo prazo, mudou-se para Viena, onde foi rejeitado na Academia de Belas Artes.

Por e por ele escolheu permanecer na cidade, onde viveu com problemas monetários genuínos. Foi na capital austríaca que ele entrou em contato com hostil à conversa semita e aos pensamentos patrióticos. As idéias embrionárias do nazismo foram introduzidas.

Em 1913 ele se mudou para a Alemanha. A Primeira Guerra Mundial começou no ano seguinte, fazendo o jovem rapaz se alistar avidamente na força armada alemã. A partir desse ponto, até o ponto em que a ascensão ao controle, apenas 20 anos se passaram.

Pensamentos de radiodifusão sobre como fazer uma Alemanha incrível, terminando o Tratado de Versalhes e erradicando os judeus, a quem ele creditou cada uma das questões da nação, ele no final progrediu para se tornar pioneiro do Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães, ou Partido Nazista.

Depois de um golpe de estado fracassado, ficou preso durante nove meses e escreveu o livro Mein Kampf (Minha Luta), onde apresentou seu projeto de ampliação do território alemão.

No ano de 1933, ocupando o posto de chanceler da Alemanha, ele deu o golpe que instaurou o governo ditatorial, marcado pelo fim de todos os outros partidos a uma sangrenta repressão aos opositores. Além disso, as ideias que ele carregou durante anos começaram a ser colocadas em prática.

Em 1938 anexou a Áustria e invadiu a Tchecoslováquia. No ano seguinte invadiu a Polônia, dando iniciando a Segunda Guerra Mundial. Até 1944 a Alemanha de Hitler saiu na frente, perdendo a soberania ao atacar a União Soviética.

Durante este tempo vários países foram invadidos pelo ditador. Os judeus, e membros de outras minorias, foram caçados por boa parte da Europa, com uma estimativa de mais de seis milhões de mortos.

Em 30 de abril de 1945, diante da iminente invasão da Alemanha, ele e a esposa, Eva Braun, cometeram suicídio em um esconderijo. Oficialmente o país se rendeu em 2 de maio do mesmo ano.

Os quase doze anos em que o líder nazista esteve do poder foram marcados por diversos acontecimentos. Tentando desvendá-los, e também como uma forma de evitar que outra tragédia semelhante aconteça, cineastas de todo mundo preocupam-se em tratar do assunto no cinema.

Selecionamos alguns dos mais relevantes filmes sobre Adolf Hitler para conhecer, não só os principais acontecimentos de seu regime, mas também, um pouco de sua história.

A Queda: As Últimas Horas de Hitler

11 Livros sobre Ciências Políticas

D52DR7 Hispanic girl studying at desk

Apesar do recente reconhecimento enquanto ciência, desde a antiguidade pensadores como Platão e Aristóteles se debruçam sobre essas questões. Ou seja, suas raízes estão diretamente ligadas à história do conhecimento humano.

De modo geral, a Ciência Política engloba os estudos de fenômenos ligados às estruturas políticas de forma sistemática, fundamentando-se em observações empíricas profundas e tomando como base argumentos racionais.

É uma das disciplinas das Ciências Sociais que se encarrega de estudar o comportamento político, sistemas de governo, atos e atores que participantes das atividades políticas, entre outros.

Tratando-se de um tema complexo, diversas áreas do conhecimento acabam se entrelaçando a ela, principalmente por ter surgido em um momento em que as demais ciências sociais viviam uma efervescência de ideias e teorias, colocando o progresso científico em voga.

Para quem se interessa pelo tema, é estudante ou profissional da área, fizemos uma seleção de livros sobre Ciências Políticas. Incluímos desde autores clássicos, como Maquiavel, até os contemporâneos, como o jurista brasileiro Celso Ribeiro Barros. Confira as nossas sugestões e tenha uma boa leitura!

Impossível começar a lista com um livro diferente. A obra do autor italiano é a mais básica para quem se interessa por ciências políticas e áreas afins. Maquiavel escreveu O Príncipe em 1513, e graças a ele, ficou conhecido como “pai da ciência política moderna”. A obra é precursora do conceito de Estado enquanto forma de organização da sociedade, tal como conhecemos hoje. O clássico, quando foi concebido, era um manual que tinha o objetivo de ensinar a um novo príncipe, que para controlar seu Estado é necessário agir com sutileza e astúcia, e mais, manter um exército consolidado.

Dando continuidade às obras básicas, o primeiro volume de Os Clássicos da Política faz uma reunião dos personagens que acompanharam a formação do Estado moderno, no processo que engloba mais de dois séculos da história da Europa. A obra reúne textos fundamentais para entender as ideias de autores consagrados. Além do já citado Maquiavel, Montesquieu, Rousseau, Hobbes e Locke.

Músicas para formatura infantil: Confira as melhores sugestões

Eles começam tímidos, inseguros, às vezes meio chorosos, sempre com medo de deixar a família em casa e adentrar em um universo totalmente desconhecido. Esses sentimentos são muito comuns, já que a educação infantil é o primeiro contato das crianças com o universo escolar.

Para eles e para os pais, é o início de uma jornada mágica, diferente de tudo aquilo que já viveram. Ao longo do tempo eles vão se desenvolvendo, em um salto imensurável. A partir daí, o crescimento da autonomia e os novos aprendizados estarão sempre juntos.

As primeiras letrinhas, aprender a contar, cada desenho e nova atividade representarão desafios que serão superados a cada dia. Diferente do início, ao final dessa etapa as crianças estarão cheias de novos amiguinhos, autoconhecimento e certamente terão uma professora preferida.

Por todos esses motivos, nada melhor do que comemorar com uma festa de formatura. Mais do que o cumprimento do ritual da entrega de um diploma, ela significa o final de um ciclo e o início de uma nova fase da vida escolar.

Independente da quantidade de momentos que integrarão a festa, uma boa dica é que ela comece com músicas mais tranquilas e tenha músicas mais animadas no ponto mais alto, que é a entrega dos diplomas.

Além de tudo, é importante manter o caráter de solenidade, contando com um mestre de cerimônias e uma equipe bem afiada, para que tudo tenha a sincronia perfeita.

Em grande parte das escolas a formatura acontece nos meses finais do ano, então, as festividades são potencializadas pelo clima de confraternização do natal e ano novo.

Para embalar o evento selecionamos algumas músicas para formatura infantil, que vão desde clássicos atemporais, até trilhas sonoras de desenhos animados. Escolha as que mais se enquadram no estilo da cerimônia e arrase na playlist.

Músicas para entrada dos formandos

No início do evento, pais e alunos ficam muito nervosos e ansiosos pela entrada no palco. Por se tratar de um momento mais solene, o ideal é escolher canções que não sejam tão lentas e nem tão agitadas. Enquanto a música toca, os estudantes vão entrando de um a um e ocupando seus espaços.

13 brincadeiras divertidas para fazer na Páscoa

As pessoas com deficiência intelectual podem processar as informações mais lentamente do que outras.

Quem sofre com essa deficiência têm dificuldade em se comunicar e gerenciar as tarefas cotidianas. Além disso, também apresentam dificuldades com conceitos abstratos, como dinheiro e tempo.

Uma deficiência intelectual pode ser causada por uma condição genética, problemas durante a gravidez e nascimento, problemas de saúde, doença e fatores ambientais.

Tipos de deficiência intelectual

Síndrome do X Frágil

É a deficiência intelectual  herdada mais comum. A Síndrome do X Frágil é uma condição genética causada por uma mutação no cromossomo X. As pessoas nascidas com a síndrome do X Frágil podem experimentar uma ampla gama de dificuldades físicas, de desenvolvimento e emocionais.

No entanto, o nível de gravidade pode ser muito variado. Alguns sinais comuns incluem atraso no desenvolvimento, dificuldades de comunicação, ansiedade, TDAH e comportamentos semelhantes ao autismo. Os homens geralmente são mais afetados pela síndrome do que as mulheres.

Síndrome de Down

A síndrome de Down não é uma doença ou enfermidade, é um distúrbio genético que ocorre quando alguém nasce com uma cópia extra completa ou parcial do cromossomo 21 em seu DNA. A síndrome de Down é o distúrbio cromossômico genético mais comum e causa de dificuldades de aprendizagem em crianças.

As pessoas com síndrome de Down podem ter uma variedade de características físicas e de desenvolvimento comuns, bem como uma incidência maior que o normal de doenças respiratórias e cardíacas.

As características físicas associadas à síndrome de Down podem incluir uma ligeira inclinação para cima dos olhos, uma face arredondada e uma baixa estatura.

Eles também terão algum nível de deficiência intelectual e de aprendizado, mas isso pode variar muito de pessoa para pessoa.

Atraso de desenvolvimento

É importante saber que as crianças se desenvolvem e amadurecem em ritmos diferentes. No entanto, quando uma criança se desenvolve a uma taxa mais lenta em comparação com outras crianças da mesma idade, elas podem ter um atraso no desenvolvimento.

Uma ou mais áreas de desenvolvimento podem ser afetadas, incluindo sua capacidade de se mover, comunicar, aprender, entender ou interagir com outras crianças.

Às vezes, as crianças com um atraso no desenvolvimento podem não falar, mover-se ou comportar-se de maneira adequada à sua idade, mas podem progredir mais rapidamente à medida que crescem.

Para outros, seu atraso no desenvolvimento pode se tornar mais significativo com o tempo e afetar sua aprendizagem e educação.

Síndrome de Prader-Willi

A síndrome de Prader-Willi é uma doença genética rara e complexa que afeta cerca de 1 em 10.000 – 20.000 pessoas. Essa deficiência é bastante complexa e é causada por uma anormalidade nos genes do cromossomo 15. Um dos sintomas mais comuns é uma fome constante e insaciável que tipicamente começa aos dois anos de idade.

As pessoas com essa síndrome têm vontade de comer porque o cérebro (especificamente o hipotálamo) não lhes processa a informação de que o corpo está saciado, por isso estão sempre com fome. Os sintomas podem ser bastante variados, mas o tônus ​​muscular pobre e a baixa estatura são comuns.

O que é e quais são os tipos de deficiência intelectual?

Indivíduos com incapacidades acadêmicas podem processar dados mais gradualmente do que outros.

Os indivíduos que experimentam os efeitos nocivos dessa falta experimentam questões que transmitem e supervisionam os empreendimentos do dia a dia. Da mesma forma, eles também apresentam problemas com ideias únicas, por exemplo, dinheiro e tempo.

Uma incapacidade acadêmica pode ser causada por uma condição hereditária, problemas em meio a gravidez e nascimento, problemas médicos, doença e variáveis naturais.

Tipos de deficiência intelectual

Síndrome do X Frágil

É uma limitação intelectual herdada mais comum. A síndrome do X-frágil é uma doença genética que pode ser uma mutação no cromossomo X. As pessoas nascidas com a síndrome do X-Frágil podem ser uma mutação ampla, emocional e de desenvolvimento.

No entanto, o nível de gravidade pode ser muito variado. As tarefas são atraso relacionado ao desenvolvimento, problemas de comunicação, ansiedade, TDAH e comportamentos semelhantes ao autismo. Os homens geralmente são mais afetados pela síndrome do que as mulheres.

Síndrome de Down

Transtorno de Down não é uma doença ou problema hereditário que influencia a sensação de alguém com uma duplicata adicional ou incompleta do cromossomo 21 em seu DNA. Transtorno de Down é o mais conhecido tumulto cromossômico hereditário e a razão para o aprendizado de tyke.

Indivíduos com transtorno de Down podem ter uma variável de atributos físicos e avanço regular, além de ser mais notável do que a recorrência típica de respiração e bem-estar.

Os atributos físicos relacionados com o Transtorno de Down podem ser um rosto voltado para cima, um rosto ajustado e uma baixa estatura.

Eles também realizaram uma dimensão de aprendizado acadêmico e adaptação, mas isso pode diferir enormemente de indivíduo para indivíduo.

 

Saiba o que é o método fônico de alfabetização

O arranjo seqüencial da Língua Portuguesa é composto de 26 letras, entre vogais e consoantes. A partir deles, os fonemas são moldados, estruturas que usamos para expressar e articular cada palavra que compõe o nosso vocabulário.

O aprendizado do conjunto de letras e a consequente leitura das palavras chama-se educação. Uma das reações incríveis dos profissionais é sobre a educação mecânica das letras, demonstrando-as em um método livre, fútil e desvinculado para o mundo real.

Uma das técnicas destinadas a combater a educação regular é a estratégia fônica. Nele, o educador de proficiência estimulará a atenção plena fonêmica com sucesso, desde que seja muito utilizada. Aprenda mais sobre este modo!

O que é o método fônico de alfabetização?

O método fônico de alfabetização é o sistema de ensinar os sons da primeira letra de cada palavra. A partir daí, a pronúncia completa da palavra é construída a partir da mistura de cada som, permitindo que a criança leia cada palavra.

O surgimento desse tipo de alfabetização surgiu como mais uma crítica ao alfabeto ou método de escrita, majoritariamente até os anos 80. Mas como exatamente o método fônico funciona?

O objetivo do método fônico é ensinar os sons de letras e fonemas antes de simplesmente entregar o livro a uma criança para ler. Quando alguns deles foram apreendidos, o próximo passo é combiná-los para construir uma palavra.

Os principais objetivos do método fônico de alfabetização são:

mostre a criança que cada palavra tem um som diferente
relacionar as letras que representam certos fonemas
quando você precisa alterar uma ou mais letras para formar uma palavra diferente
identificar os sons que cada letra representa e juntá-los para ler

Em suma, o método fônico é qualquer sistema de alfabetização que relacione fonemas e grafemas. Existem várias maneiras de aplicá-lo, e os mais eficazes beneficiam todos os tipos de alunos, especialmente quando aplicados sistematicamente, não casualmente.

Sua aplicação na sala de aula deve ter como suporte diferentes materiais didáticos, como alfabetos móveis, letras, textos desenvolvidos por critérios semânticos, tokens e listas de palavras.

Passo a passo do método fônico de alfabetização

O passo inicial da técnica fônica para proficiência é a instrução de cartas por meio de seus filhos. Inicia-se o predeterminado para as máquinas introduzidas para ajudar a criança pequena o dialeto atual entre grafia e fonema, letra e som.

Funciona assim: o educador educador é uma carta e como soa. Daquele ponto em diante, ele se refere a modelos de coisas previamente ditas na classe de negócios, exatamente, com as letras com as quais está trabalhando.

Para tornar o aprendizado, é intrigante pedir que o tyke refaça o som, particularmente depois que o educador compõe a carta no quadro. A seguir vem uma mistura de crianças, que deve ser possível antes de colocar as letras inteiras em ordem.

No momento em que o educador de proficiência entende que um jovem tem uma parte decente dos fonemas, uma recomendação é utilizar letras em movimento em ordem, ou letras livres, solicitando que o substituto apresente as palavras. Nesse ponto, ele deve ser encorajado a articular o som de cada letra, uma a uma.

Nesse ponto, a revista consolida os sons que articulou com o objetivo final de criar uma palavra inteira. O ideal é usar, para a palavra inicial, direta, no máximo, duas sílabas, até o ponto em que você sinta a segurança de trazer as palavras maiores.

Com o desenvolvimento do substituto, o proficiente com as palavras mais complexas, com dígrafos, entre as distinções, entre diferentes características do nosso dialeto. A avaliação do aprimoramento da aprendizagem é a capacidade de examinar os alunos em formação.

Quanto tempo leva o método fônico de alfabetização?

Como qualquer procedimento de proficiência, a estratégia fônica não é demonstrar sons e imagens ao jovem. É vital que o instrutor de educação mantenha-se no topo da lista de prioridades, este é um procedimento complexo feito de dificuldades de espancamento.

Há três deles, abrangente, que o garoto precisa derrotar com o objetivo final de descobrir como examinar. Eles são a revelação do padrão de ordem sequencial, isto é, descobrir como as palavras são enquadradas; descobrir como codificar, a conexão para remover os sons; e, pegue na regra ortográfica.

A última compreende reconhecer quais são os padrões que supervisionam a grafia das palavras. O arranjo das dificuldades citadas justifica o aprimoramento da atenção plena fonêmica, quando a criança distingue os sons que enquadram uma palavra.

Além disso, por que razão é essencial revigorar esse avanço? Já que sem ele, o substituto acredita que as palavras são ilustrações e, ao contrário de aprendê-las, ele apenas as aprimora, restringindo seu próprio vocabulário.

Utilizando a metodologia e os projetos com precisão, o educador da educação verá que o jovem desenvolve seu próprio vocabulário e articulação. Algumas misturas, incluindo as mais complexas, podem ser educadas em alguns meses.

O normal é que um jovem proficiente pela técnica fônica tenha resultados finais entre quatro e meio ano. A partir desse ponto, você pode solicitar que os escritos dela sejam mais incompreensíveis e mudados, até mesmo autonomamente.

Decompondo palavras:

O adulto recebe a criança para brincar. Ele pode começar dizendo “Vou falar uma palavra em duas seções, e você descobrirá qual palavra eu quero dizer.” O adulto analisa cada palavra, articulando cada parte de forma inconfundível, parando entre as duas seções.

Por exemplo: PAPA_gAiO = PAPAgAiO. Outro precedente: teLe_visãO = teLevisãO.

Nesse ponto, você deve receber a criança para encontrar as seguintes palavras. Pode-se falar uma seção e a outra a segunda parte, ou o adulto pode utilizar uma boneca para ser o “cúmplice” da piada. O objetivo é fazer com que o jovem descubra qual palavra é composta nos modelos que o acompanham: elefante, novato, marinheiro, bicicleta, corda, contorno, labareda.

Os sons dos nossos nomes

O adulto revela ao jovem que os nomes têm pedaços menores e pode afirmar: “agora você vai descobrir como aplaudir para isolar as diferentes partes ou partes dos nomes de seus associados”.

Por exemplo: o nome Ernesto (escolha um nome de um pequeno companheiro ou parente). Fazemos assim: er (palm) nes (palma) a (palma) “.

Nesse ponto, o tyke recebe o equivalente com seu próprio nome. Nesse ponto, reescreva mais nomes de colegas de escola ou parentes. O objetivo é demonstrar que alguns nomes possuem diversas quantidades de palmeiras. Depois de demonstrar essa distinção, ele deve fazer isso tudo junto:

nomes com duas sílabas (Al-fa, Be-to, Ma-ra, Ti-to e assim por diante).

nomes com três sílabas (Ma-ri-a, Fer-nan-do, Ro-ber-to)

nomes com mais de quatro sílabas: (Da-go-ber-para, Fe-lis-ber-para, Ca-ta-ri-na e assim por diante.)

O jovem deve compreender que uma palavra tem um som próprio, mas dentro dela há alguns sons diferentes.

Quais são os projetos atuais?

No Brasil, o educador de proficiência pode localizar os programas de educação fonética que o acompanham:

“Educação: estratégia fônica” por Alessandra G. Capovilla, professora da USP

“Educação com as Boquinhas” de Renata Jardini

“História da Abelha” de Almira Sampaio Brasil da Silva, conhecida como “Estratégia para a Abelha”

“História da Casa Alegre” de Iracema Meireles, chamada “Método Iracema Meireles”