Home / Datas Comemorativas / Poemas do livro O Circo de Roseana Murray

Poemas do livro O Circo de Roseana Murray

Resultado de imagem para Poemas do livro O Circo de Roseana MurraySão lindas letras valiosas para trabalhar na sala de aula com as crianças. O verso não tem idade, então essas letras podem ser trabalhadas em qualquer idade, o que muda é a coisa que elas cobram delas.Baladas de Roseana Murray do livro The Circus Bazar CAME UP De onde o novo se origina? Aquele cheiro de experiência Além disso, esse brilho, essa comoção embrulhando a manhã? De onde você é originário? De onde você é originário? Esse desejo de se mover? De fato, mesmo as névoas ansiosas, linha no céu perceber o que existe; Foi o carnaval que chegou se espalhando na cidade uma qualidade de felicidade. OS OPERADORES Por trás das fantasias atrás das luzes atrás da tela os trabalhadores fazem o carnaval; Unhas batidas estacas costura e reparação, como um aracnídeo faz a teia, Como uma noite faz o dia. Excluído OU PERMITIDO? É ilegal pular o divisor pule a cerca furar uma tela penetrar no ataque para ver o bazar por nada. Mas por outro lado é um tabu jovem não vê o bazar porque ele não tem dinheiro. Essa é a razão pela qual o escritor diz: É permitido pular o divisor pula a cerca furar uma cobertura perfure o ataque Para ter um pequeno sonho. O MESTRE DAS CERIMÔNIAS

Mulheres e homens da palavra deles

este é o orador.

Sem função,

vá com facilidade

entre sonhos e trapézios.

O carnaval é a sua casa.

o que é mais, sua cidade.

Ele não descansa por um minuto;

com um maço de luz

está costurando o show

como se fosse um alfaiate.

Um artista de balé

Passeios no pussyfoot

um performer de balé

como se o bazar fosse feito

de neblina;

Vá mover o performer de balé

o artista de balé voará

além disso, é tão fino, tão fino …

O artista de balé acabou por ser alegre,

vira a nuvem, vira a ilha

além disso, este salto

ilumina o palco,

mudando de sossego

em ponderar.

A MÁGICA

A noite do carnaval, o artista místico

Custo / INFO

as cordas do inconcebível,

Amargo com consideração um assombro a cada progressão …

Além disso, logo um pau se fura,

um fã se transforma em um círculo,

o bazar inteiro transforma encantamento,

vira em movimento.

O ELEFANTE

Quão enorme será?

um sonho de elefante?

Deve ter três noites e mais 50% do dia

Quão enorme será?

Um gemido de elefante?

Deve ser muito maior

que o melhor dos golias …

E mais, o soluço de um elefante

que tamanho será?

Deve ser tão grande quanto as árvores.

de seus sertões …

ASSENTO DE INCÊNDIO

O comedor de fogo

tem um desejo estranho;

Não ansioso por sonhos,

nem se esforça após a nutrição;

é um esforço depois da chama.

Não ansioso pelo paraíso

nem se esforça depois do algodão,

é um apetite irregular:

um anseio por chama.

Não é um anseio por flores

nem é qualquer fome;

é um desejo sobrecarregado,

um esforço após a chama.

O anão

O anão ajusta uma risadinha

na palma de cada mão.

Sua atividade é perturbar

o comediante.

O diminutivo se agita a cada progressão,

além disso, o carnaval estremece

fez bolha limpador.

O DONO

O artesão do trapézio vai e volta

influenciando sem espaço.

Limpe a cerca isolando

o carnaval do céu

também, com uma cauda de cometa

faz um empate.

O artesão do trapézio vai e volta

sujando as estrelas:

até o ponto em que a lua está aterrorizada,

Ele encobre o rosto no colo.

O artesão trapézio volta ao chão.

revitalizando o mundo com seus passos.

About admin

Check Also

Poesias de Festa Junina

Verso da Junina PartyPara João nos cumprimentamosPara Antonio o coraçãoSubside e Paul sentindo Nós nos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *